Minuto Racional - Pragas

Neste Minuto Racional, falamos um pouco sobre a necessidade que temos em tentar atribuir sentido divino (e místico) a desastres naturais.

            Como sempre, a transcrição do áudio está abaixo.



“Olá, este é o Minuto Racional do Dislexia Visual.

Com o surgimento de ciclones, nuvens de gafanhotos e outros desastres naturais, o que não falta em nossas redes sociais e grupos de mensagem são pessoas enviando textos bíblicos e outras previsões tenebrosas sobre o fim do mundo.

Mas, e se ao invés de pensarmos que estamos sendo alvos da justiça divina, tentássemos então entender tais fenômenos e trabalhássemos para minimizar os seus impactos? Vou dar dois exemplos aqui.

            Entendendo que furacões acontecem muito frequentemente no Caribe e no sul dos Estados Unidos, países da região estudaram a fundo tais fenômenos e desenvolveram ferramentas de monitorando altamente eficazes. Além disso, eles se comunicam muito bem com a população, que já sabe a famosa “temporada de furacões” acontece todo ano, de Maio a Outubro. Ou seja, estão todos sempre em estado de alerta.

            Do outro lado do planeta, a China entendeu que nuvens de gafanhotos acontecem desde que o mundo é mundo, por isso desenvolveu tecnologias agrárias para proteger suas plantações e até possui um exército de cem mil patos prontos para contra-atacar a menor sinal da praga.

Portanto, terremotos, furacões, nuvens de gafanhotos e tsunamis sempre aconteceram e, provavelmente, sempre acontecerão. Porém, com toda a certeza, atribuir um sentido místico a tais fenômenos não nos traz nenhum benefício. Busquemos, então, apoio da ciência e da tecnologia e deixemos de viver em função do acaso que vem dos céus.

            Se você gostou, compartilhe e divulgue o site www.dislexiavisual.net.

Até a próxima”

 

Weber Amaral


Nota: Sei que alguns de vocês tem sentido falta de novos textos. Peço desculpas, mas os últimos dias tem sido um pouco complicados. Voltaremos já já com causos novos. Obrigado


  • Clique aqui para seguir o roteiro de leitura dos textos do Dislexia Visual sugerido pelo autor.

Comentários

  1. Respostas
    1. Valeu Gandhi. Já já voltarei com textos , mas tentarei seguir com este formato também.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A arte de reaprender

O jogo fácil da vida

Tudo posso... posso?

Bom trabalho, amigo!

A intrusa