Postagens

Melhores livros de 2022

D ando continuidade a um hábito que comecei no ano passado, trago aqui para o blog a lista dos melhores livros que li em 2022. Antes disso, gostaria de dizer que este foi um período muito produtivo, pois consegui atingir a meta de ler uma obra por semana, e chego ao final do ano com 54 livros já concluídos e ainda um ou dois para terminarainda antes do dia 31 de dezembro. Sem contar que foi agora no ano de 2022 que eu lancei o meu primeiro livro: Dislexia Visual, que é uma coleção de crônicas existentes aqui neste blog e algumas inéditas que só se encontram por lá. Por tudo isso, tenho que reconhecer que, pelo menos em termos literários, 2022 foi sim um sucesso! Bem, assim como relatei no ano passado, eu li algumas excelentes obras teóricas, tais como Requiem para o sonho americano e Quem domina o mundo, do Noam Chomsky e, principalmente, O povo brasileiro, de Darci Ribeiro; entretanto, a lista abaixo somente vai trazer livros narrativos, de ficção ou autobiografias. Sem mais delongas,

A minha adorável heroína

Abri a porta do passageiro do nosso Escort 1987, empurrei o assento para frente e sentei-me no banco de trás. Meu pai trouxe sua mala com chuteira, meião e outros apetrechos futebolísticos, abriu o porta mala, jogou tudo ali dentro e, após fechar o compartimento, gritou bem alto: “Vamos Marlene!” Minha mãe veio de dentro de casa vestindo seu típico guarda-pó branco de professora e trazendo em suas mãos alguns livros de ciências e um estojo com giz. Ela desceu no colégio onde daria aulas noturnas a uma turma de adultos, e eu acompanhei meu pai para o seu habitual futebol de terça-feira. Enquanto ele estava no campo com seus colegas de pelada, eu fui para a quadra que ficava do lado do campo onde os outros adolescentes também jogavam futebol. Cumprimentei alguns deles, mas não me aventurei a entrar no jogo, pois eu ainda estava tentando “ir devagar”após mais uma cirurgia que tinha acontecido umas trës semanas antes. Um dos meninos então disse: “Vamos jogar linha então!” Não vi gr

Um contraensaio sobre a cegueira

               Como de costume, acordei cedo no último sábado e já fui para a cozinha para preparar o nosso café da manhã. Cozinhei alguns ovos, tostei um par de pães de forma, separei uma fruta e o queijo branco e coloquei tudo na mesa para aguardar a Marida se levantar. Tomamos o nosso café conversando e planejando como seria o nosso fim de semana, afinal eu estava com muita expectativa  para que este dia chegasse, pois 15 de Outubro é comemorado o WhiteCane Awareness Day (ou Dia da Conscientização da Bengala para Cegos) aqui nos Estados Unidos. Esta data é muito celebrada por deficientes visuais e ativistas pela inclusão das pessoas cegas em todo o país. A ideia é festejar a conquista de direitos civis e espalhar a cultura do uso da bengala como ferrramenta não somente de identificação e segurança, mas também de independência. A Marida dirigia lentamente nas proximidades de onde seria o evento e, quando dobramos a esquina, consegui sentir uma grande alegria vindo dela ao dizer?

Como adquirir o livro Dislexia Visual

Imagem
O livro Dislexia Visual, escrito por mim e publicado pela Kotter Editorial de Curitiba em maio de 2022, está disponível para aquisição em algumas plataformas, tanto em formato impresso quanto digital. As seções abaixo trazem os endereços e maiores informações sobre onde encontrar a obra.   Amazon  O livro  Dislexia Visual também está disponível em formato digital (eBook). Você  pode clicar no endereço abaixo e adicionar a obra à sua biblioteca Kindle. A Amazon igualmente comercializa o exemplar físico, basta selecionar este tipo no site e receber sua cópia em casa. https://www.amazon.com.br/dp/B0B6LK5Y9D      Kotter Editorial A própria editora responsável pela publicação também comercializa o livro. Você pode clicar no link abaixo e requisitar o número de cópias desejadas, e elas serão entregues em sua casa. https://kotter.com.br/loja/dislexia-visual-weber-amaral/   Livraria Martins Fontes Caso você esteja na capital paulista, a Livraria Martins Fontes possui cópias do Dis

O lançamento e o tapa na cara

               Depois do cansaço e dos gastos da viagem para o lançamento do livro Dislexia Visual há aproximadamente um mês, resolvemos passar o final de semana prolongado do feriado de 4 de julho em casa. Entre outras tarefas domésticas, fizemos algumas atividades, como aproveitar o calor para visitar uma piscina pública pela primeira vez aqui nos EUA e também comemorar o aniversário de um amigo em uma cervejaria da cidade. Na segunda-feira, porém, passamos praticamente o dia inteiro em casa. Preparamos as marmitas da semana que estava para começar e ficamos assistindo o tempo passar,sem grandes preocupações. Já era o finalzinho da tarde, o que acontece quase as nove horas da noite nesta época do ano, e estávamos Marida e eu jogados no sofá. Ela assistia uma de suas séries na televisão e eu lía as últimas páginas de Capitães da areia, de Jorge Amado, no meu celular. Notei que algumas mensagens chegaram e uma pessoa que está preparando umas lembrancinhas para o próximo lançamento do

Release: Dislexia Visual

Imagem
Dislexia Visual, livro que aborda o cotidiano de uma vida entre Cornélio Procópio e Houston, é a estreia do cronista e escritor Weber Amaral.   Lançamento do primeiro semestre da Kotter Editorial, editora independente de Curitiba, o livro Dislexia Visual traz as crônicas de autor paranaense com deficiência visual.                 Paranaense natural de Cornélio Procópio, que mora em Houston (EUA) desde 2015, especialista em tecnologia de informação industrial, formado pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Weber Amaral lança seu primeiro livro de crônicas, que reflete sobre questões do seu tempo como amizade, família, religião, problemas sociais, preconceitos e da importância da educação e da leitura, dentro das suas experiências como imigrante, cidadão do mundo e deficiente visual. O escritor convive desde a infância com uma doença degenerativa nos olhos e a inevitável chegada da cegueira transforma suas histórias em um palco para uma nova perspectiva da realidade. De